O BOUQUET Á SUA MEDIDA…

O BOUQUET  Á SUA MEDIDA…

Quando toca a marcha nupcial e a noiva entra pelo corredor, a primeira coisa que a antecede é o seu belo bouquet.

O bouquet pode ser escolhido por variadas razões, sejam elas simbólicas, decorativas ou como complemento do vestido.

  • Escolher a cor para o Bouquet

A cor escolhida para o bouquet de noiva, normalmente servirá de base para todas as outras flores usadas durante o casamento (cerimónia e recepção). Isto não quer dizer que devam entrar em exageros e uniformizarem as flores em todos os locais… as mesmas flores no local da cerimónia, as mesmas flores no cabelo da noiva e as mesmas flores no local da recepção… pode ser tentador, mas evitem este cenário.

As flores são muitas vezes escolhidas pelo seu significado, como por exemplo, um ramo de margaridas é um ramo de inocência. Eu acho que cada noiva deve escolher as flores pelo que mais a atrai, desde a cor, o cheiro, o tacto, e fazer um teste prévio à alergia… não vá o ramo mais bonito dar num pesadelo e não poder ser usado.

Como em todos os outros itens do casamento, as flores obedecem às mesmas simples regras. O casamento é formal ou informal? O casamento formal pede flores mais formais, como orquídeas ou lírios-do-vale. Acima de tudo, pede contenção na cor e nas misturas extravagantes de materiais, o mais elegante possível.

Num casamento menos formal, pode-se dar origem a uma palete de cores, adornos como bagas, galhos em formatos mais extravagantes, fitas coloridas… enfim, uma série de elementos que não combinam com o casamento formal.

Existem vários tipos de bouquets: aramados, naturais, em cascata, em bride, etc.… O que importa é que se escolha um bouquet de acordo com a formalidade do casamento, tendo também em conta a própria noiva, o seu físico e a sua personalidade. Se é uma noiva baixinha, não convém levar um ramo ou flores de proporções gigantescas que a ofusque. Caso seja uma noiva alta, não convêm levar um ramo muito redondo, talvez seja melhor levar um ramo em forma de cascata.

Tendo em conta a personalidade da noiva, por exemplo no caso de ser alguém muito extrovertido, o seu bouquet deve reflectir isso, com flores diferentes e com um bouquet pouco comum, em que a maioria das noivas não arriscaria.

Cerca de cinco meses antes, deve fazer uma pesquisa de floristas e pedir exemplos de trabalhos. Mas não deve ficar por aqui, sinta-se à vontade de telefonar a quem já tenha feito o seu bouquet de casamento nessa florista, explicando a sua situação e pedindo referências, pois a florista só irá mostrar fotografias do seu melhor trabalho, e será o seu o melhor dela?

Quando finalmente decidir a florista, não se esqueça que para si o tom alaranjado pode ser muito diferente do alaranjado da florista. Com isto quero dizer que deve levar a cor ou cores exactas nas quais pretende a cor do bouquet, ou tecido do vestido, bem como imagens de revistas, caso deseje um bouquet como o da fotografia que lá viu.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.