BOUQUET DE NOIVA

ORIGEM DO BOUQUET DE NOIVAS

O costume da noiva levar um buquê começou na Grécia Antiga , que naquela época eram constituídos por ramos de ervas e alho para atrair bons fluidos e afastar o mau-olhado. No período da Idade Média as noivas faziam o trajeto a pC para a igreja, no qual recebiam flores, ervas e temperos para lhe trazerem sorte e felicidade, formando assim, no final do trajeto, um buquê. Foi na Europa que os arranjos tornaram-se mais sofisticados, com flores exóticas. Na época Vitoriana, século XIX, era impróprio declarar abertamente seus sentimentos, criou-se então a “Linguagem das Flores” para demonstrar suas intenções sem falar uma palavra sequer. Os buquês passaram a ser escolhidos pelo significado das flores. Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria “doce” ao longo do casamento. Antigamente as noivas confeccionavam dois arranjos. Um era abençoado por um sacerdote e preservado numa redoma de vidro que era exposto na sala de casa ou no quarto. O outro era arremessado para as mulheres solteiras da festa, sendo dessa maneira a próxima a se casar, ritual que é realizado até hoje nas cerimônias. Com o tempo os Ramos de noivas foram substituídos de ervas por flores e ao final da cerimônia a noiva joga o Buquê. A sabedoria popular possui diversas crenças para quem pegar o buquê onde dizem que será a próxima a casar ou que terá uma vida prospera. De maneira cada vez mais criativa e surpreendente as floristas e designers vêm criando verdadeiras obras de arte por meio de diversificados materiais, até então inimagináveis, que atuam complementando o look da noiva de maneira muito significativa. Vale lembrar quea escolha do buquê e da sua cor ê algo muito importante, afinal de contas, ele pode tirar o foco da entrada da noiva por ser chamativo demais ou não ter a ver com a sua personalidade, que todos que estão ali já conhecem. É bastante importante também levar em consideração o tipo de cerimônia e o horário em que ela é realizada, para que o buquê seja certeiro. Mas não pense que os buquês em flores naturais foram esquecidos. Eles continuam com tudo! Porém, totalmente repaginados, em composições florais com mesclas surpreendentes. As flores naturais jamais sairão de moda, no entanto, elas se adaptam a cada estação, moda e tipo de celebração. Variadas tendências que se misturam, assim como as cores, que mesmo em diferentes tons, mantém a mescla como a base da composição. A ideia da festa sempre estará embutida no ideal do buquê, o qual indicará desde a cerimônia, o tipo de celebração que procederá.

Os diferentes tipos de buquet: como escolher o seu?

No visual da noiva o buquê é tão importante quanto o vestido e os sapatos . Ele é um acessório que tem que estar em harmonia com todo o visual, por isso na hora de escolher, a noiva deve ter muita atenção. Assim como tudo que diz respeito ao casamento os buquês podem ser encontrados de vários tipos e formas, o que pesa na decisão é o estilo de cada uma.

BOUQUET COM VARIOS FORMATOS: ESTILO VINTAGE

BOUQUET CASCATA

O modelo cascata por exemplo, Ele pode ser usado por noivas altas e devem ser evitados por noivas de estatura baixa. Também conhecido por cacho de uva, mede em torno de 45 centímetros e as flores recomendadas são as orquídeas phalaenopsis, rosas, heras.

BOUQUET REDONDO

A cor do buquê deve conversar com os tons usados na maquiagem e o batom da noiva. Para as mulheres morenas, as cores que mais favorecem seu tom de pele são as vivas. Para as loiras, as cores como branco e nude ficam ótimas. Já as ruivas devem apostar em cores fortes com tons puxados para o alaranjado.

O modelo de buquê também deve estar de acordo com a personalidade da noiva. As noivas mais conservadoras devem escolher buquês mais delicados em forma de cascata, com amarrações em fitas claras e poucas flores na cor branca. Para as noivas mais descoladas, os buquês com cores chamativas, como o vermelho, rosa, roxo, amarelo ou em composições de flores com diferentes tons são uma ótima escolha.

O horário da cerimônia também deve ser levado em conta. Na parte da manhã ou à tarde, os buquês devem ser menores, com formato arredondado ou em cascata e as flores sofisticadas e de cores em tons leves e claros. Na parte da noite, buquês com composições mais exuberantes de flores grandes, nobres e com cores fortes em arranjos tipo cascata, mas com composições mais exóticas dos modelos arredondados são uma boa pedida.

[gravityform id=”9″ title=”true” description=”true” ajax=”false”]
No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.